Marketing de Guerrilha: como fazer uma estratégia eficaz no seu negócio

  • Home
  • |
  • Estratégias
  • |
  • Marketing de Guerrilha: como fazer uma estratégia eficaz no seu negócio

Ter a capacidade de chamar a atenção das pessoas é um dos grandes desafios do marketing atual. Felizmente, existem várias estratégias próprias para isso. Uma delas é o marketing de guerrilha.

A internet privilegia a distração. A oferta de informações é muito alta e as pessoas não têm a mesma capacidade de concentração de décadas atrás.

Esse cenário demanda que as empresas invistam em estratégias verdadeiramente arrojadas, que chamam a atenção do público e o motivam a fechar negócio.

O marketing de guerrilha se encaixa exatamente nessa necessidade cada vez maior. No texto a seguir, você vai conhecer a definição, exemplos de aplicação bem sucedidos e dicas gerais, confira.

Conheça o marketing de guerrilha

Esse conceito passou a ser discutido na década de 1980, quando foi publicado o livro Guerrilla Marketing, de Jay Conrad Levinson.

O autor pensou nas táticas de combate do exército do Vietnã do Norte durante a Guerra do Vietnã para batizá-lo.

Devido à falta de recursos, os combatentes apostaram em estratégias fora do convencional, como surpreender inimigos com emboscadas.

Transpondo para o Marketing, a ideia é utilizar meios diferentes para chamar a atenção dos clientes.

Isso inclui intervenções no ambiente urbano, como praças, prédios e pontos de ônibus, com o objetivo de aumentar a visibilidade da marca e encorajar a interação do público.

Exemplos de marketing de guerrilha bem-sucedido

Agora que você tem uma certa noção do conceito que tratamos aqui, conheça alguns exemplos reais que foram tão bem sucedidos quanto campanhas de Inbound Marketing e derivados.

Os tópicos abaixo trazem casos de sucesso reais envolvendo táticas de marketing de guerrilha, omitindo o nome das marcas responsáveis. Confira:

  • Semana do Tubarão

Em 2019, a fim de promover um programa clássico dos verões dos Estados Unidos, um canal de televisão foi ambicioso.

A empresa televisiva instalou um tubarão composto por partes infláveis no prédio onde fica a sede.

O objetivo era garantir que o programa não passasse despercebido e de um modo que não demandasse grandes gastos.

Como resultado, todas as pessoas que passavam em frente ao prédio viam o tubarão gigante. Muitas delas até mesmo postaram fotos na internet, o que gerou uma viralização espontânea.

  • “Passo o ponto”

Em fevereiro deste ano, todas as lojas de uma famosa franquia de fast food no Brasil amanheceram com a faixa “Passo o ponto”.

Essa ação faz parte da promoção da nova identidade da marca, também chamada de rebranding.

Além da modificação da paleta de cores e de elementos visuais, a empresa passou a colocar os clientes no centro das estratégias. 

A partir dessa ação de marketing de guerrilha, os consumidores passaram a ser embaixadores da marca.

Isso foi marcado pelo início do programa de fidelidade, que dá direito a vantagens exclusivas, e da opção de cashback de até 15%.Dessa forma, a empresa conseguiu chamar a atenção por meio de um método mais interativo, mas também conciliando com anúncios no Twitter Ads.

Como fazer marketing de guerrilha

Estamos falando de um tipo de marketing que depende da surpresa do público para dar certo.

Devido a isso, existe uma inconstância típica. Para garantir que tudo vai correr bem, confira essas dicas de aplicação para o marketing de guerrilha.

  1. Conheça o seu público

Toda ação focada em surpreender as pessoas deve levar em conta as informações prévias dela.

Essa é a base do Marketing de Conteúdo e também vale para o marketing de guerrilha.

Por esse motivo, é preciso descobrir os hábitos de consumo, os interesses e a renda média da audiência que está sendo visada. Os dados vão ajudar a empresa a elaborar ações de sucesso.

  1. Seja original

Já que a ideia é causar surpresa, não vale a pena se apropriar de ideias antigas. É pertinente acompanhar a concorrência, mas sem fazer cópias.

Não tenha medo de ousar. Se você quer que a marca se consolide na memória das pessoas, é preciso apostar em estratégias diferenciadas.

Acompanhe as novas tendências, principalmente em redes sociais como Twitter e Tik Tok, que se baseiam quase totalmente em viralização. O monitoramento dessas redes pode dar insights valiosos para a equipe.

  1. Estabeleça parcerias

Para maximizar a visibilidade, procure fazer parcerias com estabelecimentos de ramos relacionados ao seu.

Pense nos locais que as pessoas vão costumeiramente. Supermercados, farmácias e restaurantes, por exemplo.

Estude as possibilidades de aproveitar esses espaços. Converse com os proprietários para viabilizar maneiras de fazer uma parceria fértil para os dois lados.

  1. Tenha cuidado

Como destacamos anteriormente, o marketing de guerrilha se baseia em reações espontâneas.

Como pode haver recepções negativas, é  necessário levar isso em conta na hora de desenvolver a estratégia e identificar as respostas que poderão ser necessárias.

Mesmo assim, tente sempre apostar em sentimentos leves. Assim, não se corre o risco de afetar alguém negativamente.

No texto que você acabou de ler, trouxemos um breve panorama a respeito do marketing de guerrilha. Esperamos que as informações contidas aqui sejam valiosas para você.

Newsletter

Se inscreva para ficar sabendo sobre as nossas novidades!

Quem Somos

A Vínculo Consultoria em Comunicação e Marketing Digital, atua no mercado desde 2007, tempo suficiente para estabelecer uma ligação direta e diferenciada com os mais diversos meios de comunicação.